Exposição "Sereno Variável"

3 de novembro de 2020
Patente no Centro de Arte Oliva, em S. João da Madeira
Exposição "Sereno Variável": a exploração do retrato na Coleção "Treger/Saint Silvestre"
 
Abriu neste sábado, no Centro de Arte Oliva (CAO), em S. João da Madeira, uma nova exposição baseada na coleção "Treger/Saint Silvestre" . “Sereno Variável” tem curadoria de Antónia Gaeta e apresenta uma alargada seleção daquele que é um dos principais acervos de arte bruta e outsider da Europa.
 
Tendo como ponto de partida uma abordagem ao retrato, um dos géneros mais clássicos e canónicos da história da arte, esta exposição reúne cerca de 170 obras, que testemunham, nas palavras da curadora, “o gosto dos colecionadores” em relação ao retrato e à figura humana, mas também “diferentes aproximações, tanto ao nível do detalhe fisionómico e de processos de registo primorosos, como do desproporcional e do indeterminado, sem centro e sem margens”.
 
A Coleção “Treger/Saint Silvestre” foi iniciada na década de 1980 por Richard Treger e António Saint Silvestre, sendo constituída por aproximadamente 1500 obras de 350 artistas, refletindo a evolução de diferentes momentos históricos e ramificações das artes marginais aos circuitos do sistema artístico estabelecido, desde os clássicos da Arte Bruta à Arte Outsider e suas variantes.
 
“Sereno Variável” está patente no CAO até 2 de maio de 2021 e pode ser visitada de terça-feira a domingo, das 10h00 às 12h30 e 14h00 às 17h30. Para garantir a segurança dos visitantes face à Covid-19, é obrigatório o uso permanente de máscara, a desinfeção das mãos à entrada, medição da temperatura e salvaguarda de distância de segurança mínima de 2 metros entre pessoas.
 

Adicionar comentário

Todos os direitos reservados - © S. João da Madeira - Turismo Industrial